sábado, 19 de fevereiro de 2011

Acordar? Mas eu ainda nem dormir...

Ser novamente atingida, senti-se despida de armaduras e de repente, o nada. Apenas o vazio e a incerteza. Drama ou realidade? Fato ou má interpretação? Sempre temi más interpretações, na verdade é o que mais me aterroriza na vida. Pena que temer não evita cenas lamentáveis. Não evita que o enredo se repita e que outra vez o caranguejo se assuste e queira se esconder... Que fuja do sentimento, do envolvimento, e da probabilidade de dor. O instinto te diz para correr, enquanto a vontade, o desejo e as emoções que a muito não eram despertados, te pedem para continuar. Sempre em frente. Confusão. Insônia, companheira fiel das horas de tormentas como essa. Poderia me dar licença por alguns minutos, pra que meu amigo sono venha discutir questões de necessidades físicas comigo? Não né?!?! Acho que não. Vais permanecer comigo ate o Sol se mostrar imponente pela manhã. Previsível. Já sei! Que tal um pouco de leitura? Quem sabe algumas músicas recitadas por Chico? Isso sempre te distraiu e acalmou. Não? Nem Chico te distrai? acho que temos um problema então. Dani-se o sono (ou a ausência dele)! A verdade é que a insônia nem me incomoda tanto essa noite, o que está a me consumir e a embrulhar meu estômago, é essa maldita ansiedade. Essa sim eu mataria se tivesse oportunidade. Raiva.

2 comentários:

  1. Minha menina... que aconteceu?! bju amo vc ♥

    ResponderExcluir
  2. Ohh..Entao resolveu escrever sobre vc, e acabou me descrevendo?

    ResponderExcluir